Esquenta Marcha foi o 1º show aberto ao público de SP pós-pandemia


A Marcha para Jesus faz parte do calendário oficial do Brasil, mas sua principal capital é São Paulo. São quase 30 anos reunindo milhões de pessoas nas ruas da terceira maior cidade do mundo.

Por seu grande impacto, a Marcha para Jesus foi escolhida para abrir o calendário de eventos abertos ao público pós-pandemia de SP, com a realização de um mega show solidário, que aconteceu nesta terça-feira (02), no Sambódromo do Anhembi.

“Estamos muito felizes com essa festa linda que realizamos hoje. Existem muitos jovens que vieram ao evento porque um dia os pais deles marcharam com esse propósito. Antes mesmo de muitos deles terem nascido nós já marchávamos. Tenho certeza de que, se Cristo não voltar antes, os filhos dos filhos deles também marcharão para Jesus”, afirmou o Apóstolo Estevam Hernandes, presidente da Marcha para Jesus no Brasil, que abriu o evento com uma oração e levou uma mensagem de fé ao público.


O prefeito da cidade de São Paulo, Ricardo Nunes, fez questão de comparecer ao Esquenta Marcha acompanhado da família. Em seu discurso, ele destacou a importância da iniciativa dos líderes da Igreja Renascer: "A cidade de São Paulo preza muito pela paz. Toda comunidade cristã é muito importante para fortalecer a cultura da paz. Precisamos dar valor a isso. Este evento demonstra também a liberdade religiosa, que é algo que prezamos muito também. Agradeço a todos que compareceram aqui hoje. Obrigado, Igreja Renascer, pela iniciativa. Gostaria de finalizar este momento declarando: Feliz é a nação cujo Deus é o Senhor!”.

O line-up do festival incluiu grandes nomes da música gospel nacional, como: Aline Barros, André & Felipe, Arthur Pompeo, Casa Worship, Daniel Berg, Daniela Araújo, Eli Soares, Esther Marcos, Fernanda Brum, Gabriel Guedes, Isadora Pompeo, Juliano Son, Kemilly, Kemuel, Leandro Borges, Midian Lima, New ID, Paulo César Baruk, Pedras Vivas, Praise Teen, Renascer Praise, Rodrigo Correa, Sarah Farias, Simone Mendes, Soraya Moraes, Thyara Jackson, Ton Carfi e Zoe Dance.

O evento também contou com uma mega estrutura de som e luz. O palco tinha 40 metros de largura, 20 metros de altura e 26 metros de profundidade e foi estruturado com painéis de led.


A organização seguiu todas as normas de segurança recomendadas, incluindo o uso obrigatório de máscara, comprovante de vacinação, medição de temperatura e álcool em gel disponível para o público. A prefeitura também montou uma tenda para testes de Covid-19.


Como uma das bandeiras da Marcha para Jesus é a inclusão, em uma área reservada, todas as pessoas com deficiência puderam acompanhar a maratona de shows com conforto e segurança.

Quem não conseguiu comparecer ao evento não deixou de participar da festa. O Esquenta Marcha para Jesus foi transmitido em tempo real pela Rede Gospel de Televisão e via YouTube.


“A Marcha para Jesus é um ato fé que abre caminhos e leva a mensagem transformadora do evangelho. Por isso, sempre fazemos questão de transmitir o evento. O nosso objetivo é alcançar o maior número possível de pessoas!”, declarou a Bispa Fernanda Hernandes Rasmussen, que entre as apresentações musicais agitou o público.

Um dos principais objetivos do festival foi a arrecadação de alimentos que serão distribuídos para mais de 100 comunidades carentes em uma mega ação social que a Igreja Renascer em Cristo realizará neste mês.


Durante o evento, o Apóstolo Estevam Hernandes anunciou que a meta de arrecadação foi superada, com mais de 5 mil cestas básicas.


Ele também divulgou a data da 30ª edição da Marcha para Jesus. Será em 15 de abril de 2022.


Confira, a seguir, alguns depoimentos dos artistas que se apresentaram no Esquenta Marcha e as imagens dos shows:


Aline Barros:

Participo da Marcha para Jesus há mais de 20 anos, e muita coisa mudou. Cada ano que passa é uma experiência nova, é um desafio que a gente consegue vencer e superar. Fica melhor a cada ano. Eu sempre saio muito feliz!


Fernanda Brum:

A Marcha para Jesus é um evento profético. Nele, trazemos o céu para a Terra. O que nos une é tão poderoso, que nada pode nos separar!


Eli Soares:

Eu tenho convicção de que as coisas acontecem primeiro no mundo espiritual, e ele é tão real quanto o mundo material. A Marcha libera algo muito forte sobre essa cidade e país, e também sei que Deus está liberando algo muito grande no Brasil, pois são vários ministros e um povo reunido com o mesmo propósito. O caminho é esse! A Marcha para Jesus é só o começo de uma grande revolução.


Pedras Vivas:

É por causa de Cristo que estamos aqui. É n'Ele que nos movemos! Por isso, é sempre especial!


Soraya Moraes:

Marcho para Jesus desde os 18 anos. O testemunho que mais me marcou foi na Marcha de 1999. Na época, eu cantei as músicas do meu primeiro CD, e estava recém-curada da depressão. Eu não queria cantar mais, estava doente, mas, quando eu subi ao palco da Marcha, eu vi o que Deus queria para mim. Ver que o povo já estava cantando a música nova foi, com certeza, uma grande experiência. Já vivi muitos milagres no evento.


André & Felipe:


A Marcha para Jesus é a festa do povo de Deus!


Gabriel Guedes:

Participar de iniciativas como essa é sempre maravilhoso! Deus nos chamou para fazer a diferença!


Esther Marcos:

Tenho certeza de que hoje ficará marcado para a história!


Leandro Borges:

Cantar na Marcha foi uma das melhores experiências da minha vida. Como é bom estar de volta!


Daniela Araújo:

Participar da Marcha para Jesus é sempre uma honra e uma grande alegria. Faz parte da minha vida. Sempre vivemos experiências incríveis. Ali, Deus sempre fala com a gente de uma maneira especial.


Ton Carfi:

Para mim, participar da Marcha para Jesus é um privilégio, uma grande honra e também um momento muito especial na minha vida e carreira, porque, em 1993, quando teve a primeira Marcha para Jesus, eu era um garotinho e nem sonhava em cantar, mas eu e estava lá marchando por propósitos. Eu marchei na primeira Marcha e nem imaginava ou sonhava que me tornaria um cantor e que um dia estaria naquele palco me apresentando para aquela multidão.


Kemuel:

Estar na Marcha para Jesus foi a realização de um sonho. Ver aquela multidão clamando pelo nome de Jesus não tem preço! Participar deste evento é sempre um divisor de águas para nós.


Isadora Pompeo:

Eu estou muito feliz por participar. Nunca imaginei que viveria isso. Na verdade, Deus nos coloca em lugares que a gente nem sonha. Eu sempre fui muito sonhadora. Mas nunca imaginei que chegaria tão longe. Estar na Marcha é a realização de um sonho. Representar essa geração é gratificante. Fico contente em ver a galera tão envolvida com o Espírito Santo..


Juliano Son:

A Marcha para Jesus é uma manifestação linda e espontânea do povo do Senhor. Em nome do amor e em nome da paz, elas marcham nas ruas de São Paulo, declarando que Jesus é o Senhor, não apenas desta cidade, mas do Brasil e de toda a criação. É lindo perceber esta manifestação, que também serve, com certeza, de sinal para o mundo, porque é um momento em que pessoas de todas as tribos, todas as denominações se unem para dizer que o Senhor Jesus está acima de tudo. Ele é o nosso elo!


Renascer Praise:

Participamos da Marcha desde a primeira edição! O nosso objetivo é mostrar que o caminho, a verdade e a vida é Jesus!


Simone Mendes, da dupla com Simaria:

Eu tenho uma história muito especial com a Marcha para Jesus. Todas as vezes que eu vinha, eu pedia para Jesus mudar minha história, e Ele mudou a história. E hoje estar aqui com vocês neste palco falando do único que é digno da nossa adoração é maravilhoso!




































Redação

Fotos: @pedro.flausino @gabriesergiogs @_leodepaula @leonardojunior @giuldeko @filmsbylion @matsu.cristhian